quinta-feira, 11 de setembro de 2008

The Simple Things




Não me atraem as palavras rebuscadas...
Não me atrai o status do poeta...
Não me atraem as discussões filosóficas e poéticas...
Não me atrai o champanhe sem morangos...
Não me atrai o protocolo do vinho...
Não me atrai a cerveja sem álcool...
Não me atrai o cigarro sem fumaça...
Não me atrai o sexo por obrigação...
Atrai-me a magia das palavras simples...
Atrai-me a audácia do poeta...
Atraem-me as discussões despretensiosas...
Atraem-me os morangos nas borbulhas do champanhe...
Atrai-me o vinho entre amigos, o vinho entre amantes...
Atrai-me o álcool desinibidor da cerveja...
Atrai-me a fumaça de uma boca bonita. Melhor, a boca bonita...
Atraem-me os beijos da boca bonita a transformar em obrigação prazerosa tudo o que tão somente um único beijo pode reacender...

1 comentário:

Beto disse...

Pois é, há muito tempo que não vinha aqui. Talvez por falta de tempo ou preguiça por outro lado.
Mais um texto ao teu estilo, cheio de certezas e convicções, algo que não faltou aos 2 terroristas que vitimaram quase 3000 pessoas e fizeram outros milhares órfãos, viúvos(as) … no dia em que publicas este teu post.
Mais uma vez parabéns por essa capacidade singular que só alguns têm… a de escrever e encantar!